22 de mai de 2013

Quando seu Linkedin bomba, mas o seu telefone não

É meio estranho receber e-mails do Linkedin dizendo quem viu o seu perfil e você reconhecer umas cinco empresas diferentes que você mandou o currículo, fez o teste e ficaram de lhe responder. Só para você ter uma noção do quanto sou ansiosa: nasci de 7 meses.

Aí eu olho meu e-mail de 10 em 10 minutos, meu telefone, minha caixa do correio (vai que, né?) e nada. Essas coisas acabam com meu humor. Porque parece que o cara está lá, julgando você, sua foto, tudo que você colocou ali (mas que representa apenas 50% do que você sabe/pode fazer) e tira milhões de conclusões sobre a sua pessoa.

Aí, porque ele  achou seu penteado brega, sua escola fraca, o depoimento do seu ex-chefe ruim ou apenas o "santo não bateu", não retorna para você. Você se presta a uma entrevista, teste, tudo e nego não passa um feedback. Eu acho muita sacanagem, sinceramente. Tudo bem quando você ainda não falou com a pessoa, só recebeu um currículo e está peneirando os possíveis candidatos, mas depois que você peneirou, qual o propósito de entrar nas páginas dele e não falar nem um "infelizmente, não rola".

Dar um "não" não é fácil, mas eu prefiro receber 5 "nãos" a um "nós retornamos" que na verdade é "fui comprar cigarro e não vou mais voltar". Realmente, não há Rivotril que segure minha vontade de reclamar o dia todo sobre isso. Eu juro que vou tentar conter minha irritação e deixá-la abreviada apenas neste post. Boa noite!

Nenhum comentário: