19/10/2013

Aquela música...

Eu estou numa fase tão turbulenta que mal consigo me expressar, as músicas são o único lugar onde consigo me encontrar. Rimou. Na verdade, não era essa a intenção. Quando não há o que dizer, não diga nada. NADA NADA NADA!






Já lhe dei meu corpo
Minha alegria
Já estanquei meu sangue
Quando fervia

Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta
Pro desfecho da festa
Por favor...

Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água...



25/09/2013

Felicidade é....

Aquele centésimo de segundo depois de receber uma boa notícia, aquele frio na barriga ao começar uma coisa nova, as borboletas no estômago depois de falar com quem se ama muito.

Quando se escuta a música preferida num contexto inesperado, ou o abraço em quem não se via há muito tempo, a lágrima que rola quando não se pode verbalizar a maravilha que passou por seus olhos, o calor que se sente depois de ouvir aquilo que estava esperando, o grito de felicidade quando o objetivo é atingido com sucesso.

Comer o que se tem vontade, ou saudade, sentir que, mesmo que por poucos minutos, as coisas aconteceram como você gostaria, a falta completa de medo de algo que não se conhece, o êxito sem hesitar, o vento num dia muito quente, o floquinho de neve visto pela primeira vez.

A felicidade é um momento, um estado passageiro, um lugar comum que é transitado por muitas pessoas, diariamente, com alta circulação, um mene, um acerto, um ponto-e-vírgula. Uma palavra.

14/09/2013

Uma dose de café e um tapa na cara, por favor

É muito complicado ser louca, porque todo dia é uma coisa nova que passa na cabeça. Eu acho que deveria falar mais quando me sinto incomodada, mas ai relevo, pensando que meu incômodo pode ser momentâneo. Normalmente é. Eu sou tipo criança, eu não guardo mágoas.

Então eu escrevo. Eu escrevo de forma pública e filosófica, falando de maneira coloquial o que se passa na minha mente, sem  muita relação com a realidade, mas totalmente conectado ao que se passa no coração. Milhões de coisas acontecem aqui dentro, então o filtro geralmente coloca o que está mais latente.

Acordei menos triste que ontem, levei um tapa na cara da vida, me forcei a me animar. Uma coisa boa aconteceu e eu tenho que, eu TENHO que melhorar meu humor. As coisas boas servem para isso. Assim como as memórias boas. Eu dormi pouco e tenho muitas coisas para fazer hoje, menos tempo para pensar em merda.

Às vezes eu queria ter nascido pássaro.

12/09/2013

Eu nunca vou aprender?

Algumas coisas acontecem na vida e se tornam aprendizado. Um erro sempre se torna um alerta para que não se repita a mesma situação no futuro.

O problema é quando o erro é recorrente. Uma vez você caga no maiô. Aí faz a mesma coisa de novo. E de novo. E de novo. Qual o problema de aprender com o que passou?

Muitas coisas aconteceram só uma vez e nunca mais se repetem, outras fazem a vida parecer um disco riscado. Eu me cobro muito no que diz respeito a postura, mesmo assim, como noa pisciana, morro pela boca.

Cansei de contar as vezes que fui mal interpretada ou que falei uma coisa e a pessoa levou no pior sentido possível. O pior é quando eu falo uma coisa e as pessoas transformam em fofoca. E fico fula, pois, de certa forma, dei margem a uma interpretação maligna.

Quero deixar aqui um conselho e uma advertência para meu próprio futuro: fique quieta! Às vezes o silêncio é o segredo do sucesso.

03/09/2013

Segurar a respiração é muito complicado

Antes de mergulhar, a gente precisa segurar o ar, senão o mergulho pode sair errado, o risco de se afogar pode aumentar, as coisas podem correr totalmente diferente de como deveriam.

E essa metáfora se pode levar para a vida. Mais difícil do que mergulhar, é acordar todos os dias e enfrentar o oceano de pensamentos que afogam nosso cérebro. Trabalho, família, amigos, contas, relacionamentos... De pequenas crises à grandes depressões, tudo está dentro da cabeça.

Manter a temperança é importante, por isso segurar a respiração é necessário, respirar fundo, segurar um pouco, soltar o ar devagar. Fazer isso muitas vezes ao dia, melhorar a oxigenação do sangue e também para acalmar os cavalos. Hold the horses.

Segurar a respiração, mesmo quando o que se quer é soluçar.