14 de set de 2013

Uma dose de café e um tapa na cara, por favor

É muito complicado ser louca, porque todo dia é uma coisa nova que passa na cabeça. Eu acho que deveria falar mais quando me sinto incomodada, mas ai relevo, pensando que meu incômodo pode ser momentâneo. Normalmente é. Eu sou tipo criança, eu não guardo mágoas.

Então eu escrevo. Eu escrevo de forma pública e filosófica, falando de maneira coloquial o que se passa na minha mente, sem  muita relação com a realidade, mas totalmente conectado ao que se passa no coração. Milhões de coisas acontecem aqui dentro, então o filtro geralmente coloca o que está mais latente.

Acordei menos triste que ontem, levei um tapa na cara da vida, me forcei a me animar. Uma coisa boa aconteceu e eu tenho que, eu TENHO que melhorar meu humor. As coisas boas servem para isso. Assim como as memórias boas. Eu dormi pouco e tenho muitas coisas para fazer hoje, menos tempo para pensar em merda.

Às vezes eu queria ter nascido pássaro.

Um comentário:

mamãe da Catarina disse...

vc é uma periquita,. amo vc, fia. seja feliz, sempre.