29 de jun de 2013

Dicas para manter a sua liberdade de dizer não

Morando na gringa pude perceber o quanto nós brasileiros temos problemas com o "não". O sim é tão mais fácil, mas nem por isso é agradável. Por exemplo, quando você odeia música eletrônica e lhe chamam para uma rave. Com poucos amigos, sem muita opção e a contragosto, muitas pessoas acabam caindo nessas ciladas da vida. Mas dizer não, não é tão ruim. Saiba por que:



  • Com as pedras que lhe atiram, você não constrói um castelo, você faz uma trincheira. Se você não quer ir a rave, você não vai e ponto. Com certeza nada é pior que fazer alguma coisa que não quer. Ficar em casa ou tentar um rolê sozinho nunca é em vão.
  • Sua inveja não é o combustível do sucesso alheio, mas é o combustível da sua frustração. Pare de dizer sim para parecer mais cool ou mais bem quisto. Esse tipo de status cai por terra muito rápido, pois ser legal 100% do tempo é considerado um problema. Dizer não e ser chato às vezes faz parte.
  • Elogios não lhe iludem mas as críticas sempre lhe abalam. Não é porque todos seus amigos são fãs de É o Tchan que você tem que sempre passar por debaixo da cordinha. Se você se incomodar com a opinião deles, sempre é possível conhecer gente nova, ir a um grupo de discussão, intercâmbio de idiomas, curso, grupo do AA, igreja, centro espírita, enfim, sempre há uma forma de conhecer gente nova - se você estiver a fim.
Salve-se do clichê, viva a liberdade de dizer "não"!


Nenhum comentário: